Aprendendo japonês com jogos Escrito por @bfcavalcante em

Muitos dos melhores jogos que já foram publicados vieram da terra do sol nascente. Se você é fã de RPGs, então, sabe até demais do que estou escrevendo. Chrono Trigger, Final Fantasy VI, e tantos outros vieram primeiro para os japoneses – e nós ficamos à mercê de uma eventual localização do jogo para o mercado ocidental. Nisto, acabamos perdendo grandes jogos que nunca chegaram a ter a chance de brilhar muito no corinthians ocidente.

É bem verdade que os japoneses sempre estiveram anos-luz à nossa frente no que se refere a entretenimento

Quando One Piece: Pirate Warriors 2 foi anunciado, eu sabia que tradução iria demorar, e me via contando os dias para começar a jogá-lo. O primeiro título foi um dos que mais joguei no Playstation 3 e eu simplesmente não podia esperar indefinidamente pela versão ocidental. Era a motivação que precisava. Comecei a estudar alguns meses antes do seu lançamento japonês, comprei-o no day one e consegui aproveitar bastante o jogo – tinha conseguido aprender o suficiente para que o idioma não fosse um problema. E se eu consegui, você também consegue!

Don’t let your dreams be dreams

Irei relatar o processo (em andamento ainda) de como comecei a me libertar das correntes da localização ocidental, e acredito que, se você está no mesmo barco, irá encontrar muitas coisas úteis por aqui. Primeiro de tudo, vamos tentar estabelecer algumas diretivas principais da nossa ~missão~:

  • O objetivo inicial é aprender o mínimo possível para conseguir jogar jogos em japonês.
  • Será difícil entender tudo que é escrito/dito no jogo, e isso poderá demorar muitos anos para ser alcançado. Estamos interessados nos primeiros 20% de esforço para conseguir entender 80% do que é essencial para jogar.
  • Iremos focar na parte escrita do jogo.

Durante esse processo de aprendizado, recomendo que você consuma o máximo que puder de conteúdo em japonês. Animes, músicas, jogos – quanto mais, melhor. Assistir J-Dramas também pode ajudar bastante. Que tal começar chorando com assistindo Densha Otoko?

Pouco a pouco você vai perceber que está entendendo mais do que está sendo dito e escrito – e isso é sublime. Pois então, vamos começar!

Yesterday, you said tomorrow. Just do it!

Primeira coisa que você precisa é um guia básico do idioma. Um lugar para começar, e para te ensinar sobre a gramática. Para isso usei bastante um aplicativo chamado Tae Kim’s Learning Japanese, mas qualquer livro de gramática provavelmente dará conta do recado. Não precisa ler tudo já de início – minha sugestão é que primeiro você se familiarize com os símbolos e entenda como funciona o uso dos kanjis.

Você precisará aprender 3 alfabetos: Hiragana, Katakana e Kanji. Mas, para você, isso não é nada. Se você sabia decorado os 150 pokémons, na ordem, você vai comer esses alfabetos no café da manhã.

De início, direcione seus estudos para aprender os símbolos de Hiragana e Katakana. Com isso e um dicionário você já consegue entender bastante, principalmente de jogos mais infantis (neles, os kanjis costumam vir com a sua forma em hiragana acima dos símbolos, tornando o conhecimento kanjis opcionais). Uma nota interessante: o alfabeto de Katakana é muito usado para descrever termos ocidentais – e aparece bastante em menus de jogos. E a melhor parte: eles muitas vezes são palavras em inglês, só escritas em Katakana. Ou seja, nem precisa de dicionário, uma vez que você entenda os símbolos.

Caderninho onde praticava a escrita dos símbolos

Pratique a escrita também, ajuda a fixar! Acima, o caderninho onde pratico a escrita dos símbolos.

Para ajudar a memorizar os alfabetos, minha sugestão é praticar a escrita dos símbolos e utilizar um aplicativo de Flash Cards, regularmente. Funciona da seguinte forma: ele vai te apresentar um símbolo, e você deve identificá-lo. Se acertar, o aplicativo entende que você está mais próximo de ter aprendido o significado daquele símbolo, e passa a mostrá-lo menos. Se errar, o inverso acontece e o app passa a te pedir com mais frequência para identificá-lo. Me ajudou bastante a memorizar os símbolos. Existem vários aplicativos deste tipo para Hiragana, Katakana e Kanji na App Store e no Google Play – procure um que você gosta da interface, comece a praticar e verá o resultado já em poucos dias.

Alguns dos aplicativos que usei para ajudar no aprendizado: guia de gramática, e dois de flashcards

Quando você estiver confiante do seu aprendizado de Hiragana, Katakana, alguns dos kanjis mais utilizados e da gramática básica, acredito que é hora de colocar suas novas habilidades para teste: pegue um jogo escrito em japonês que você quer jogar ~muito~, e vamos lá!

Nothing is impossible!

Quando você começar, vai se ver muitas vezes empacando na tradução das palavras e dos kanjis. Para traduzí-las direto da sua forma escrita, sugiro usar o aplicativo para celulares do Google Translate. Com ele você pode – olhe só a maravilha da tecnologia – tirar uma foto da palavra/sentença e o app irá traduzir para você. Não funciona para 100% dos casos, mas ajuda bastante. Recomendo usar isso o mínimo possível – sugiro primeiro tentar entender a palavra, depois traduzir os símbolos e, caso ainda não a entenda, utilizar o aplicativo. Digo isto para que você não fique dependente demais do Google Translate e acabe por não fixar as palavras/kanjis.

midori

Utilizei o aplicativo Midori como dicionário

A minha segunda recomendação é um dicionário. Utilizei o aplicativo Midori, que está disponível para iOS. Ele vai te ajudar bastante a entender todos os possíveis significados e combinações de kanjis e palavras.

What are you waiting for?

Revisando as sugestões:

→ Gramática: app Tae Kim’s Learning Japanese (iOS, Android)
Pratique a escrita!
Aplicativo de Flash Cards para Hiragana, Katakana e Kanji
Google Translate (iOS, Android)
Dicionário: Midori (iOS)

Yes, you can! Just do it!

Aprender um idioma é algo difícil, longo e que requer muitas horas de atividade, mas também é fascinante, recompensador e podemos nos ver evoluindo no processo – assim como um bom JRPG. Se você, assim como eu, tem milhares de horas coletadas nos melhores títulos orientais e tem um profunda admiração pela cultura japonesa, acredite neste que vos escreve quando te digo: você pode aprender japonês. E assim se aproximar muito mais da cultura que nós tantos amamos – além de, é claro, jogar os jogos lançados por lá antes que sejam traduzidos para o ocidente.

Você já salvou o mundo inúmeras vezes, venceu guerras, resgatou princesas, venceu a Liga Pokémon e viveu tantas vidas em tantos mundos. Não vai ser um idioma que vai te parar. É hora de você ser melhor. É hora de aprender japonês.

Gostou do texto? Ajude a espalhar o nosso amor por videogames!

Bruno Cavalcante

Co-fundador da Alvanista e um grande fã da cultura oriental. Aprendeu a gostar de jogos eletrônicos com Super Mario Bros., teve seu primeiro amor com Shining Force II e viu que games era sua paixão quando jogou Chrono Trigger pela primeira vez. Acredita que Super Bomberman 4 deveria ser modalidade olímpica.

Leia todas as postagens do Bruno.