Katiucha Barcelos

Katiucha Barcelos

@Katiucha

Exemplo máximo de pessoa que atira melhor na vida real do que em jogos de FPS e eterna entusiasta de RPGs (principalmente os japoneses). Feminista feliz e fã incondicional de Mulan. É perdidamente apaixonada por jogos de tática e sonha em ser paga para assistir vídeos de gatos o dia inteiro.

  • tumblr_mczr9ibiq81ri87b4o1_1280

    Criticar tudo não nos torna mais inteligentes

    – Cê viu que f*** aquele gameplay de Uncharted 4? Esse jogo vai ser LINDO! A Naughty Dog se garante demais. – É muito fácil ficar bonito quando você é uma empresa que não faz jogos, faz filmes. – Cara, eu amei Ni No Kuni. Que jogo incrível e emocionante! – É… Fora os inúmeros pequenos erros mecânicos, ele […]

    Por Katiucha Barcelos - 08/01/2016
  • defeat1-lol

    League of Legends: a vida de um novato em um mar de smurfs

    Com o final de mais um mundial de League of Legends e o anúncio da maior atualização do jogo desde seu lançamento, esta é a hora de amigos legais convidarem seus outros amigos legais pra jogar o MOBA com a desculpa esfarrapada de que “com a atualização nova ninguém sabe mais de nada. É o […]

    Por Katiucha Barcelos - 17/11/2015
  • noob

    8 jogos para obrigar seus amigos a amarem vídeo games

    Quem joga, sabe como é difícil pensar nos títulos (Just Dance e outros party games não contam) certos para iniciar um amigo ou familiar no mundo mágico dos vídeo games. As desculpas para não segurar a droga do controle e começar a jogar são muitas: “É muito difícil”, “É muito infantil e eu não sou mais criança”, […]

    Por Katiucha Barcelos - 22/10/2015
  • 0dd

    Mass Effect e a xenofobia: o que a convivência com aliens nos ensina sobre ser humanos

    Uma amiga (que não joga videogame) entra no quarto e me vê jogando Mass effect: – Que bicho feio é esse? – É o Garrus. Minha personagem vai ficar com ele…  ♥ – Com esse pássaro?! E pode? Naquela hora me ocorreu que, em algum ponto da minha vida, eu mesma poderia ter soltado essa frase. […]

    Por Katiucha Barcelos - 02/10/2015
  • artigopersonagensfracos

    Heróis também sentem medo

    Quando criança, naturalmente, eu queria ser invencível. Queria acordar da noite pro dia com superpoderes, só pra chegar no colégio e quebrar a cara das pessoas que falavam que eu e meus amigos éramos [insira xingamento humilhante aqui]. Não bastava apenas vencer a briga. Eu queria segurar os murros dessas pessoas sem esforço, rir da tentativa delas de […]

    Por Katiucha Barcelos - 15/09/2015
  • tumblr_mo9in3p7Qn1rmmwgxo1_1280

    Jogar no easy não faz de você um incompetente

    Eu odeio jogos de tiro. Com todas as minhas forças. A micro parcela de semi-simpatia que me resta em relação ao gênero é quase completamente alocada em TPS, sendo os FPS o tipo de jogo que eu mais rejeito. É triste, mas é verdade. Talvez o principal motivo pra tanto rancor no meu coraçãozinho seja […]

    Por Katiucha Barcelos - 27/08/2015
  • 282553-2

    Mulheres também podem discordar de Anita Sarkeesian

    A internet é a entidade mais mágica do mundo, mas também sei que ela tem o defeito inegável de promover uma cultura de insatisfação crônica que, muitas vezes, atrapalha mais do que ajuda. Em alguns meios, essa mania de reclamar de tudo e esquecer do lado bom é ainda mais forte. O público de jogos eletrônicos, ainda […]

    Por Katiucha Barcelos - 03/08/2015
  • Screenshot at Jun 23 12-59-28

    DLC da Batgirl em Arkham Knight: A Matter of Fun

    Quando Arkham Knight chegou às mãos da nossa equipe, o console foi monopolizado por um dos outros membros da Ivalice (cujo nome prefiro não revelar). Assim, o DLC da Batgirl foi anunciado e eu fiquei maluca porque ainda não tinha tido tempo pra jogar a história principal e queria muito poder jogar o extra! Foi aí que eu […]

    Por Katiucha Barcelos - 17/07/2015
  • lifeisstrange

    Life is Strange: quando me descobri Max Caufield

    Vou começar esse artigo com uma confissão vergonhosa: quando primeiro ouvi falar em Life is Strange, eu não achei nada demais. O poster não me chamou atenção e o plot de viagem no tempo (apesar de sempre divertido) não parecia tão surpreendente. Assim, eu fui ignorando a existência do jogo até onde pude. É claro que a […]

    Por Katiucha Barcelos - 22/06/2015